free hit
counters
A história de um Elise (com conversão em curso) - Page 4 - Topics - The Lotus Forums Jump to content


A história de um Elise (com conversão em curso)


Recommended Posts

Miguel,

Ver este post até faz tudo isto parecer muito simples :rolleyes: mas so de pensar em por mãos à obra até fico meio arrepiado so de pensar se seria (ou não) capaz de voltar a montar tudo sem ter de levar o carro em peças para a oficina lol. Como já alguém disse é um excelente tuturial!

Tenho a caminho um elise de 2010 vindo de Inglaterra. Estou desejoso que chegue às minhas mãos!

Abraço

Link to post
Share on other sites

Upgrade today to remove Google ads and support TLF.
  • Replies 197
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

E a outra é a da ignição, que vos vou ser sincero, até hoje ainda não percebi como desencaixei aquilo.... Soltaram-se uma peças e vamos lá ver se depois as consigo montar... eh eh eh

Miguel,

Cuidado com a ignição e a ficha que desligaste. Existem 2 pequenos conectores em forma de Y que estão presos na parte que fica agarrada ao volante e que a qualquer momento podem cair e perderem-se (são muito pequenos 4 a 5 mm).

Digo-te isso porque desmontei o meu volante, guardei junto das outras peças, mudei de sitio pelo menos uma vez e, só na montagem, é que me apercebi que essas peças podiam cair, pois uma delas caiu dentro do carro e ouvi o barulho.

Por acaso não tirei nenhuma foto, mas olha para onde liga a ficha ao canhão que identificas bem o que te falo.

Miguel,

Ver este post até faz tudo isto parecer muito simples :rolleyes: mas so de pensar em por mãos à obra até fico meio arrepiado so de pensar se seria (ou não) capaz de voltar a montar tudo sem ter de levar o carro em peças para a oficina lol. Como já alguém disse é um excelente tuturial!

Tenho a caminho um elise de 2010 vindo de Inglaterra. Estou desejoso que chegue às minhas mãos!

Abraço

Gugu,

Se o teu carro é de 2010 já tens muitas alterações relativamente ao do Miguel. Principalmente com tablier e chofagem.

O teu tem o tablier dos federal ou ainda é dos "antigos" ?

Mete lá uma foto para vermos o brinquedo novo.

Abraços

Link to post
Share on other sites

Muitas fotos!!! :unworthy::thumbsup: É como o Nuno diz, nesse caso (2010) já não é tão fácil, mas é exequível. ;) Se for preciso ajuda na parte da legalização, conta connosco. ;)

Um abraço,

Edited by migueldefender
Link to post
Share on other sites

Desculpem, mas vou largar um grande " F*dasse "

Acredito que estejam aqui algumas horas de trabalho, mas acima de tudo coragem, para desmontar um carro deste calibre, eu provavelmente nem coragem tinha para mudar as manivelas dos vidros

Isto agora estará a quê? 50% da conversão concluída?

Link to post
Share on other sites

BigDaddy:

Pela experiência que tenho, diria que o trabalho do migueldefender está a cerca de 30% da conclusão da conversão, mas ele melhor que ninguém o pode dizer.

migueldefender:

Quero desejar-te os maiores Parabéns, não só pelo trabalho que estás a desenvolver mas também pela excelente capacidade de realização deste Book, que será com certeza uma referência.

Link to post
Share on other sites

Bem vindo Márcio!

Se tiveres uns minutos passa pelo tópico das apresentações e larga lá umas "postas de javali no espeto" sobre ti e a tua ligação aos Lotus. Eu já te conheço de algum tempo mas o resto do pessoal não.

Abraço para Castelo Branco!

Rui Pedro Coelho

Link to post
Share on other sites

Márcio, nem mais, diria que estou a cerca de 30% (aqui reportado). No entanto, e falando só de conversão, actualmente estou a um passo do ponto de viragem, para LHD. :)

Como outros trabalhos vão ser feitos em paralelo (decidi para já não mexer no motor, será só para o ano), a missa nem a metade vai. Mais 1 ou 2 meses e já posso curtir novamente o Elise. :)

Um abraço,

Link to post
Share on other sites

Olá Miguel.

A reportagem da conversão RHD-LHD do Elise deve estar uma delicia para aqueles que nunca passaram por estes trabalhos.

A ver se mais voluntários seguem estas pisadas.

Há dias o Miguel levantou a questão da forma dos tubos metálicos de óleo dos travões da frente do carro para a versão LHD.

Mando abaixo o pdf das peças de origem Lotus para esses tubos, que por acaso descrevem a versão LHD.

Eu sem ter reparado neste pdf, aquando da realização da minha conversão, dei-lhes a mesma forma e moldagem, pois era o lógico.

O Miguel só terá que ter o cuidado de moldar o tubo mais longo, que vai para a roda direita, de forma que não toque na peça em fibra que suporta o radiador de água.

Por sua vez, o tubo de óleo para as rodas traseiras tem que ser moldado de forma a contornar a caixa da sofagem - daí o desenho algo esquisito que aparece no pdf.

O Miguel note a forma original dos tubos RHD e faça sensívelmente o mesmo para a moldagem em versão LHD.

Boa continuação.

travoes.pdf

Link to post
Share on other sites

Olá Miguel.

A reportagem da conversão RHD-LHD do Elise deve estar uma delicia para aqueles que nunca passaram por estes trabalhos.

A ver se mais voluntários seguem estas pisadas.

Há dias o Miguel levantou a questão da forma dos tubos metálicos de óleo dos travões da frente do carro para a versão LHD.

Mando abaixo o pdf das peças de origem Lotus para esses tubos, que por acaso descrevem a versão LHD.

Eu sem ter reparado neste pdf, aquando da realização da minha conversão, dei-lhes a mesma forma e moldagem, pois era o lógico.

O Miguel só terá que ter o cuidado de moldar o tubo mais longo, que vai para a roda direita, de forma que não toque na peça em fibra que suporta o radiador de água.

Por sua vez, o tubo de óleo para as rodas traseiras tem que ser moldado de forma a contornar a caixa da sofagem - daí o desenho algo esquisito que aparece no pdf.

O Miguel note a forma original dos tubos RHD e faça sensívelmente o mesmo para a moldagem em versão LHD.

Boa continuação.

Eu optei por substituir os tubos de travão metálicos que existem na frente do carro, por tubos malha de aço. Será que estou a cometer algum erro? Segundo me disseram o resultado será o mesmo.

Link to post
Share on other sites

Bom dia Nuno Santos.

Se o Nuno substituiu os tubos de travões metálicos desde a bomba de travões até às pinças das rodas da frente a originalidade do carro é que não foi seguida nem respeitada.

Se o Nuno só substituiu os tubos de borracha que conduzem o óleo de travões a cada uma das quatro rodas pelos "aeroquip", o carro mantem-se original na sua essencia, apenas com mais um" upgrade".

De uma forma ou de outra, o desempenho mecanico é exactamente o mesmo, sem qualquer tipo de prejuízo.

Continuação de bom trabalho.

Link to post
Share on other sites

Olá novamente. :)

Antes de mais um acrescento/correcção ao último post da conversão que coloquei on-line há dias. Para se remover a caixa superior da ventilação, é necessário desmontar a articulação que regula a ventilação:

DSC08880.jpg

Para se tirar esta articulação, basta desaparafusar o parafuso lateral:

DSC08881.jpg

Posto isto, vamos lá então a mais desenvolvimentos. :)

Ainda na parte eléctrica, havia ainda um elemento no compartimento da frente que terá de sair, o cabo de terra da bateria:

DSC08811.jpg

O cabo faz ligação com um parafuso na lateral do compartimento (está bem escondido)

DSC08812.jpg

Agora a caixa do pedais, que não é fácil de sair.. mas que com algum jeito lá se consegue remover a maldita (que é linda de morrer!!!)

Antes de tudo tratei de remover o líquido do travões do depósito, com a ajuda de uma seringa:

DSC08818.jpg

Depois, era só desapertar os três 3 tubos que ligam ao êmbolo principal e o tubo da embraiagem:

DSC08813.jpg

Por baixo, e porque o líquido de travões é altamente corrosivo, protegi com um recipiente plástico:

DSC08817.jpg

Já dentro do carro soltei a mola que faz pressão no pedal do acelerador:

DSC08835.jpg

Depois, tive de remover os rebites que fixam a caixa ao chassis do carro:

DSC08957.jpg

Para os remover usei um formão e uma boa dose de paciência:

DSC08954.jpg

DSC08959.jpg

O objectivo é cortar todos os rebites:

DSC08957.jpg

DSC08960.jpg

Depois, com uma ponteira de aço e um martelo aliviei o rebite:

DSC08964.jpg

Novamente fora do Elise, desliguei o plug que está por trás da caixa dos pedais (é o plug que acciona a luz de travão), e para isso é só rodar 1/4:

DSC08768.jpg

Agora, é atacar os seis parafusos (3 de cada lado) que fixam a caixa à sua estrutura lateral:

DSC08904.jpg

DSC08906.jpg

Do outro lado, caso se tenha mãos mais estreitas também se consegue dar conta do recado, mas claro, com alguma dificuldade:

DSC08907.jpg

E caixa desta forma fica solta:

DSC08956.jpg

Com mais algum jeito, a caixa salta para fora:

DSC08965.jpg

É uma peça fabulosa, não é? :D Esperem então para ver com ela vai ficou depois de devidamente tratada. :D :D

DSC08966.jpg

Já que estava a trabalhar por estes lado, aproveitei e fiz o mesmo com a peça plástica que está ao lado:

DSC09044.jpg

A técnica foi precisamente a mesma, mas aqui foi muito mais fácil. Em menos de nada já tinha a peça solta:

DSC09047.jpg

DSC09048.jpg

E é por este corte, que separei a cablagem da peça:

DSC09049.jpg

DSC09050.jpg

Visto que estava a mexer nos cabos eléctricos, decidi tratar então da mesma e começar a recolhê-la. Antes disso, mais fotos são sempre importantes, para que na altura da montagem seja tudo mais fácil. Neste caso, terá de ser depois montado pela ordem inversa, mas isso ficará para mais tarde:

DSC09056.jpg

DSC09058.jpg

DSC09060.jpg

DSC09061.jpg

Soltei a cablagem também do túnel central:

DSC09072.jpg

E depois foi cortar todas as abraçadeira que encontrei pelo caminho:

DSC09073.jpg

E este parafuso:

DSC09074.jpg

DSC09082.jpg

DSC09085.jpg

DSC09086.jpg

Desliguei também os plugs da luz do travão de mão:

DSC09087.jpg

Desliguei o plug da sirene do alarme:

DSC09079.jpg

E soltei estes dois relés:

DSC09080.jpg

Os relés estão fixo com um parafuso, e para se chegar a ele tive de tirar fora o relé:

DSC09081.jpg

Agora que tudo estava solto, era só fazer passar toda a cablagem do tablier por este buraco:

DSC09076.jpg

Ainda antes de fazer passar a cablagem, a cablagem que vem do compartimento da frente passou toda para dentro do carro:

DSC09089.jpg

DSC09094-1.jpg

E depois passei tudo para trás do carro, pois ainda vou ter muito trabalho no interior do carro e não quero a cablagem a importunar o trabalho:

DSC09096.jpg

DSC09097.jpg

DSC09098-1.jpg

O único elemento que faltava tirar era a sirene propriamente dita, que tem apenas dois parafusos a fixá-la:

DSC09152.jpg

DSC09149.jpg

E aqui fica mais um update. :)

Um abraço,

Edited by migueldefender
Link to post
Share on other sites

Óptimo trabalho, só estou é admirado com tanta corrosão, isso é normal dos Elises ou foi por estar em Inglaterra, provavelmente junto à costa? Faz lembrar um outro rasteirinho, o MX-5 que também tem problemas de corrosão

Já agora uma dica, um bom selante nessa caixa dos pedais e nunca mais agarra aí sujidade ou ferrugem por uns bons anos, é só passar um pano húmido e fica novo

Link to post
Share on other sites

Sim sim, ele vai ser corrido a selante, mas primeiro uma boa limpeza. ;)

Quanto à corrosão, julgo que seja pelo facto de ter estado no UK...quero eu crer. Tenho também um MX5 NB de 2000 e felizmente não tenho ainda uma pontinha de corrosão, mas também é bem tratado. :)

Um abraço,

Link to post
Share on other sites

Parabéns Miguel! Para quem não tinha grande experiência, foste muito corajoso e lançaste-te logo num grande trabalho. Vais ficar com o bichinho e nunca mais vais parar de desmontar/montar!! :)

Estou negativamente impressionmado com a corrosão desse Elise. Num carromoderno nunca pensei que estivesse nesse estado. Um bom alerta para quem vá comprar Lotus ao estrangeiro verificarem bem o estado deles. Não é nada irremediável nem muito dispendioso de resolver, mas de qq maneira é preferível comprar me melhor estado.

Algumas dicas/questões:

- Os tratamentos que faço sempre são zincagens (mais propriamente electrozincagem) e lacagem (pintura electroestática). Falaste em niquelagem e depois corrigiram para zincagem. Alguém confirma que não existe uma niquelagem? é que não conheço e fiquei curioso de como seria o acabamento.

- Fiquei com a ideia que és da zona de Sintra. Escusas de vir a Sacavém à SLM pq na estrada que vai de S. Domingos de Rana para Abóboda (EN 249-4, segundo o Google maps) tens a Dureza, que tb fazem os mesmos trabalhos. Na SLM têm preto baço, na Dureza acho que só têm meio-brilho.

- Zincagens há muitas casas a fazê-las com qualidade, fiz umas na Dureza e nao gostei do resultado. Um amigo que já experimentou vários sitios, agora vai a um sitio qq na zona de Sintra, mas não sei onde é. Posso tentar saber junto dele.

- é importantíssimo que o material a tratar vá como novo: desempenado, bem escovado com rotativo de escova de arame, senão as imperfeições notam-se todas.

- para tratar as maxilas dos travões, desmanchei-as todas e mandei zincar, mas como o trabalho tem que ser feito com muito cuidado por causa do interior dos cilindros, não ficaram nada de jeito. Levaram depois um spray por cima mas começou logo tudo a sair com o oleo dos travoes. Usar lacagem nas maxilas parece-me boa ideia, embora num carro antigo não deva ficar bem.

Abraço

Bom Trabalho!!

Link to post
Share on other sites

Olá Paulo,

muito obrigado tanto pelo teu comentário como também pelas indicações que deste. :)

Quanto à corrosão, infelizmente ainda viste pouco. Dentro em breve irei colocar mais umas fotos onde a imagem é aterradora. No entanto, e tendo em conta ao preço que ele teve e ao facto de não o ter ido ver ao vivo, acho que fiquei aqui comum belo "petisco" de trabalho, e estou a adorar. :)

Vou entrar em contacto com a empresa que referiste (Dureza) e pode ser que ainda esta semana passe por lá. No entanto, caso tenhas o contacto da outra empresa que faz electrozincagens onde o teu amigo vai, seria óptimo. :)

Em relação aos travões, não será algo que faça já, esse será outro capítulo para daqui a uns tempos, até porque creio que esteja a ficar com os discos empenados, pelo que terão de ser todos substituídos.

Um abraço,

Fico a aguardar o contacto da empresa,

Miguel

Link to post
Share on other sites

Olá Paulo,

muito obrigado tanto pelo teu comentário como também pelas indicações que deste. :)

Quanto à corrosão, infelizmente ainda viste pouco. Dentro em breve irei colocar mais umas fotos onde a imagem é aterradora. No entanto, e tendo em conta ao preço que ele teve e ao facto de não o ter ido ver ao vivo, acho que fiquei aqui comum belo "petisco" de trabalho, e estou a adorar. :)

Vou entrar em contacto com a empresa que referiste (Dureza) e pode ser que ainda esta semana passe por lá. No entanto, caso tenhas o contacto da outra empresa que faz electrozincagens onde o teu amigo vai, seria óptimo. :)

Em relação aos travões, não será algo que faça já, esse será outro capítulo para daqui a uns tempos, até porque creio que esteja a ficar com os discos empenados, pelo que terão de ser todos substituídos.

Um abraço,

Fico a aguardar o contacto da empresa,

Miguel

Miguel, pergunto-te uma coisa, compraste o Elise às "cegas". Pediste a alguém para o ir ver, sabias de antemão que o vendedor era seguro? Fiquei curioso agora, como foi o processo de exportação?

Link to post
Share on other sites

Samuel, para ser honesto não foi uma pesquisa de mais de 1hora após ter decidido comprar finalmente um. Na realidade este foi o primeiro Elise (combinação de cores) que mais gostei e já nem queria saber de outros. Não fui vê-lo e confiei somente no vendedor, mas durante o processo por coincidência apercebi-me que tinha sido o mesmo vendedor do Elise do Rui Coelho, sendo que o feedback dele (Rui) era muito positivo.

Troquei uns e-mails com o vendedor (Arif da Hi-Torq) e contratei uma empresa de transporte para o ir buscar, isto claro, após ter feito a transferência bancária.

Resumindo, foi às cegas. :) Mas comprar automóveis às cegas já estou +/- habituado e até hoje tenho tido sorte. eh eh

Um abraço,

Edited by migueldefender
Link to post
Share on other sites

Vamos lá então a mais uma actualização desta "saga" que é a conversão para LHD. :)

Aqui fica uma dica para remover um elemento que poderá tornar-se muito difícil de sair, o espelho retrovisor interior.

DSC08556.jpg

O espelho retrovisor tem obrigatoriamente de ser deslocado, pois como sabem o interior do Elise é assimétrico e a zona do condutor é a zona que tem mais espaço, pelo que o espelho tem de ser deslocado em cerca de 5 cm, caso contrário o espelho fica num campo de visão estranho quando se está a conduzir (ficaríamos sempre a ver a nossa cara caso não fosse mudado).

Durante várias vezes tentei remover o espelho, e nunca consegui. Claro que não se pode fazer muita força, pois o vidro é super fino (a leveza é a essência em tudo o que foi aplicado no Lotus) e não são raros os casos de quem fique com um buraco no vidro e um pedaço de vidro ainda colado à base do espelho. :shock:

Mas o meu problema ia mais além.... é que nem a base saia nem sequer conseguia retirar o espelho da sua base... :wallbash:

DSC09298.jpg

DSC09300.jpg

Já não sabia o que havia de fazer para remover o espelho até que tive uma grande ideia, e é uma forma de remover o espelho sem ter de fazer força alguma e sem mexer nele. :D Magia?! Nãaaa algo muito mais simples. :D

Estava eu a remover alguns excessos de colas no chão e lembrei-me que o espelho é também colado com uma fita tipo de dupla face, e pensei: e se "derretesse" a cola do espelho? E assim foi. :)

Com uma seringa e o respectivo produto (julgo que diluente fará o mesmo serviço)

DSC09301.jpg

A ideia foi injectar levemente o produto directamente na base do espelho:

DSC09304.jpg

Deixar actuar e passado uns segundos comecei a vê-lo a descair muito lentamente e fui logo apoiá-lo, não fosse cair e partir-se:

DSC09305.jpg

Serviço cumprido, o produto derreteu a cola!!! :D Para já vou lá deixar o resto da cola, para que mais tarde me sirva de referência:

DSC09308.jpg

Só depois de o remover é que reparei que há um parafuso que fixa o espelho à sua base... :rolleyes:

DSC09310.jpg

DSC09312.jpg

Já agora pergunto, com que cola o volto a colar depois ao vidro?

Depois disto foi começar a desmontar as últimas peças que foram ficando para trás. Uma delas é o receptor de ar do exterior, que depois será montado numa posição inversa:

DSC09128.jpg

Com a ajuda de uma faca facilmente cortei o silicone:

DSC09131.jpg

Esta peça apenas tem silicone na duas abas laterais:

DSC09133.jpg

A outra peça que removi foi suporte da bateria, que terá de ser também mudada de sitio.

DSC09138.jpg

Como o berbequim não entra naquele espaço, tive de cortar as cabeças dos rebites com o formão:

DSC09141.jpg

Ai...esperava-me tanta limpeza.... :)

DSC09144.jpg

Depois foi a vez dos tubos de travão, que já lá não estavam a fazer nada.

DSC09158.jpg

Três tubos terão de sair, os dois dos travões da frente e o tubo que liga à firewall e que actua os travões traseiros. Todos eles o esquema é o mesmo, é somente uma porca que se tem de desenroscar:

DSC09192.jpg

DSC09193.jpg

DSC08882.jpg

DSC09196.jpg

Posto isto, era a vez do cabo de abertura da "mala" da frente. Em primeiro lugar desmontei o trinco, onde apenas é necessário desapertar o serra-cabos:

DSC09224.jpg

O cabo depois "viaja" do exterior para dentro do carro:

DSC09215.jpg

DSC09218.jpg

E vai ter ao puxador interior. Já o puxador é só desapertar a porca e ele fica solto, bastando apenas puxar o cabo para nós. A base de alumínio também tem de sair e com um berbequim removemos os dois rebites:

DSC09220.jpg

Já tudo desmontado:

DSC09226.jpg

Ainda dentro do Elise, mais uma coisa podia ainda ser feita:

DSC09108.jpg

A base do módulo do alarme:

DSC09110.jpg

Uma vez mais, o berbequim trata da saúde dos rebites:

DSC09111.jpg

E é tudo para já. :)

Um abraço,

Edited by migueldefender
Link to post
Share on other sites

Óptimo trabalho, só estou é admirado com tanta corrosão, isso é normal dos Elises ou foi por estar em Inglaterra, provavelmente junto à costa? Faz lembrar um outro rasteirinho, o MX-5 que também tem problemas de corrosão

Já agora uma dica, um bom selante nessa caixa dos pedais e nunca mais agarra aí sujidade ou ferrugem por uns bons anos, é só passar um pano húmido e fica novo

Qua selante recomendam? Costumam usar algum em particular?

Link to post
Share on other sites

O selante pode ser por exemplo o PoorBoys Wheel Sealant. Esse será o que vou usar em tudo o que é alumínio. :) Apesar de ser um produto para jantes, é fenomenal neste tipo de coisas, para al+em que fica com uma resistência enorme ao tempo e dá um look de novo.

Outra opção mais hardcore é Colinite.

Um abraço,

Edited by migueldefender
Link to post
Share on other sites

O selante pode ser por exemplo o PoorBoys Wheel Sealant. Esse será o que vou usar em tudo o que é alumínio. :) Apesar de ser um produto para jantes, é fenomenal neste tipo de coisas, para al+em que fica com uma resistência enorme ao tempo e dá um look de novo.

Outra opção mais hardcore é Colinite.

Um abraço,

Eu uso Poorboys numas AMG e basta passar por água e a sujidade, óleo dos travões vão logo embora e ficam a brilhar

Já agora para voltar a colar o espelho retrovisor, no vidro usa uma cola de colar pára brisas, passa numa casa tipo Carglass, Glassdrive ou assim e pede um pouco dessa cola, até te devem dar

Link to post
Share on other sites



×
×
  • Create New...