free hit
counters
Speedster 2.2 - Topics - The Lotus Forums Jump to content


Speedster 2.2


Recommended Posts

Aceite o desafio do Nuno, vou deixar aqui umas fotografias do Speedster  :B) 

À cerca de 3 anos decidi comprar um lotus, desde então comecei a poupar o máximo que consegui. Quando vi o speedster não resisti a fazer um test drive e não consegui sair do stand sem o carro.  :P

 

post-12953-0-74917500-1414317669.jpgpost-12953-0-75453600-1414317746.jpgpost-12953-0-70305700-1414317749.jpgpost-12953-0-56048900-1414317756.jpgpost-12953-0-48249500-1414317762.jpgpost-12953-0-90700100-1414317765.jpgpost-12953-0-63426000-1414317774.jpgpost-12953-0-30556700-1414317780.jpgpost-12953-0-46739000-1414317784.jpgpost-12953-0-41465000-1414317787.jpgpost-12953-0-27281600-1414317793.jpg

 

Link to post
Share on other sites

Upgrade today to remove Google ads and support TLF.
  • Replies 8
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Caro  amigo bem vindo ao club.... 

 

A Opel já tinha feito uma parceria há uns anos atrás com a Lotus, creio que a base era um ASTRA, mas não teve um grande sucesso.

 

Quando a Opel decidiu "copiar" o ELISE, teve talvez mais sucesso, porque já não tinha carros próprios com características desportivas tão marcadas. Teve o Calibra 4x4  Turbo Irmscher fabricado praticamente em pequena série (2.000 exemplares?).

 

Desejo-lhe muito prazer com o seu novo "companheiro" e quando tiver ocasião dê uma volta num Elise, de preferencia num Exige (esse era o meu sonho...mas não o homologaram na Suíça enquanto lá estive)

 

Abraço e bons passeios

 

João Hipólito

Link to post
Share on other sites

Caro João Hipólito, apenas uma pequena correcção se me permite.

O Speedster não nasceu como uma cópia do Elise no sentido de que a Opel não desenvolveu o carro depois de ter visto o sucesso do Elise. De facto o já desenvolvido Lotus Elise Série 1 não podia continuar a ser produzido para além do ano 2000, devido a novas normas europeias de segurança e a Lotus precisava de um parceiro de desenvolvimento para suportar o investimento. De resto o Speedster nasceu como mais um Lotus e internamente é conhecido pelo número de código Type 116, atribuído pela Lotus. O design do Lotus Elise S2 / Opel Speedster foi baseado no chassis Eliss, modificado para aceitar um motor General Motors no lugar do motor Rover utilizado pelo primeiro Elise.

 

Mas nos pormenores se nota a diferença entre um fabricante de desportivos e um fabricante de carros em grande série. O Elise S2 foi projectado pela Lotus para ter rodas dianteiras de 16 polegadas e rodas traseiras de 17 polegadas. A Opel decidiu montar rodas de 17 polegadas na dianteira e traseira do Speedster por razões estéticas, o que reduziu o desempenho do carro. Estética versus performance? Nunca num verdadeiro Lotus.

Rui Pedro Coelho

Link to post
Share on other sites

Olá a todos.

 

Sempre a aprender.

Desconhecia de todo os dados referidos pelo Rui sobre os Elise S2 / Speedster.

Sabia que o último era uma cópia chassis/suspensão do primeiro embora equipado com motor Opel, desconhecendo os tais pormenores que muitas vezes fazem a diferença.

Por último mais uma pergunta ao Rui.

A necessidade de evolução/produção dos Elises da 1ª para a 2ª série deveu-se apenas a questões de motorização ou envolveu outros pormenores e especificações?

Que normas de segurança europeias forçaram a alteração do chassis do 1º Elise?

Pergunto isto pois se há coisa que não falta num Elise, seja ele qual for, é precisamente a segurança, pois o chassis/travões/suspensão são muito muito acima da média.

E a eficácia destes componentes é que realmente fazem a diferença, não os airbags, os ABS ou outros controlos eletrónicos que poluem as especificações técnicas da indústria automóvel atual.

 

Obrigado pelas respostas.

Link to post
Share on other sites

Olá pessoal!

Obrigado João Hipólito. Até agora a experiência está a ser tão rica que chega a ser overwhelming, ainda estou a ambientar me ao carro e às suas caracteristicas. Já aprendi que ao entrar nas curvas fecho-as com muita força e demasiado cedo e que travo muito antes das curvas...  :wallbash:

 

Albino, O Elise S1 deixou de poder ser produzido por o chassis não passar nas novas normas de crash sustainability.

 

Tal como diz na wikipedia : "The Series 1 was unable to be produced beyond the 2000 model production year due to new European crash sustainability regulations, so Lotus needed a development partner to meet the investment requirement. General Motors offered to partner/fund the project, in return for a badged and GM-engined version of the car for their European brands, Opel and Vauxhall.

The Series 2 Elise, announced on October 9, 2000, was a redesigned Series 1 using a slightly modified version of the Series 1 chassis to meet the new regulations, and the same K-series engine with a brand new Lotus-developed ECU. The design of the body paid homage to the earlier M250 concept, and was the first Lotus to be designed by computer.

Both the Series 2 Elise and the Opel Speedster/Vauxhall VX220 were built on the same production line, in a newer facility at Hethel. Both cars shared many parts, including the chassis, although they have different drive-trains and power-plants. The VX220 carried the Lotus internal model identification Lotus 116, with the code name Skipton for the launch 2.2N/A version andTornado for the 2004 introduced 2.0 L Turbo. Fitted with 17 inch over the Elise's 16 inch front wheels, the Vauxhall/Opel version ceased production in late 2005."

Aproveito também para dizer que no Elise com k-series, apenas a ECU foi desenvolvida pela Lotus e o resto do motor ficou a cargo da Rover, enquanto que no Speedster/vx220 o motor da opel foi todo revisto pela Lotus.  :thumbup:
  

 

Link na wikipedia: "The normally aspirated version used an Opel Astra all aluminium alloy 2.2 L Z22SE engine giving 108 kW (147 PS; 145 bhp) in a car weighing 870 kg (1,918 lb) — originally designed for Opel by Lotus, it arguably gives the Speedster more mechanical Lotus content than the Elise."

Edited by joaoserra
Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

Eu fico espantado com as coisas que aprendo aqui no Fórum e sobretudo com os conhecimentos extraordinários do Rui.

 

Terá sido essa a razão porque quando na Suíça comprei o meu S1 e quis comprar a versão de 190 CV, ela não estava homologada e tive que ficar pelo que tenho?..

 

Depois da experiências que tive, vou mudar de oficina, mas agradeço ao Rui a indicação que me mandou para repor as placas de protecção do fundo do meu Elisa S1.

 

Essas peças estarão disponíveis na net?

 

Tenho sempre receio que me aconteça de novo o que me aconteceu já: paguei ao meu antigo garagista para mandar vir um hardtop e ele nunca chegou cá...

 

Com ele o carro passava sempre na inspecção, espero que continue a passar.

 

Apesar de me terem colocado uns "botões suplementares" na capota, não há nada a fazer... quando chove há sempre uma gotas a pingar  mais ou menos abundantemente. Não sei se com o hardtop acontece o mesmo, mas não devia penso eu...

 

Já agora se o virem passar, o meu é um 02-47-ZI, mas é de 1999  e agora estou proibido em breve de ir para o trabalho (sou professor na Universidade Autónoma de Lisboa, que fica no cruzamento das Ruas de Santa Marta e Alexandre Herculano), porque a CML decidiu proibir que os carros anteriores a 2000 circulem na Avenida da Liberdade e na Rua Alexandre Herculano em Lisboa.

 

Qualquer dia vou tentar fazê-lo passar por um Vintage Car, porque parece que para esse há uma excepção...

 

Bons passeios

 

João Hipólito

Link to post
Share on other sites

Olá João

 

O Elise S1 é muito bom em matéria de soft-top.

Estou convencido que se o ST que pagou, e não lhe chegou às mãos, realmente fosse montado no Lotus este ficaria como novo e sem fugas de água para o interior.

Quanto à versão de 190 cv que o João pretendia comprar é só fazer o upgrade do material necessário e instalar tudo o que for preciso, pois peças não faltam.

Com todos esses upgrades de motor e mais alguns de travões/suspensão/caixa/etc, o Elise fica exactamente igual ao de série, (tirando as performances).

Sobre o assunto das limitações de trânsito na cidade de Lisboa, seja para que carros forem, é mais um disparate dos políticos que nos governam, uma medida própria de um idiota que não sabe fazer nada e que segue exemplos de outros países, sem qualquer originalidade, sentido prático e até de forma irresponsável para a realidade de Portugal.

 

Cumprimentos

Link to post
Share on other sites



×
×
  • Create New...